X

PERGUNTAS
FREQUENTES

Como são os boxes?

Disponibilizamos boxes de todos os tamanhos, a partir de 1m². Todos nossos boxes possuem monitoramento eletrônico e vigilância 24h por dia. A GuardaBem se preocupa com sua privacidade, todos boxes são individuais e só você tem acesso a chave.

O que posso armazenar nos boxes?

Mercadorias e produções em geral; Equipamentos de trabalho e lazer; Móveis e pertences durante mudanças, reformas e viagens; Apoio à logística com pouca área de estoque; Matérias-primas, materiais de escritório, materiais promocionais, livros, papéis e revistas; Importação/Exportação; Arquivo-morto e demais documentos de empresas;

Quem mais tem acesso ao meu box?

Somente você, ou pessoas por você autorizadas, que conste no contrato.

O armazenamento é caro?

O custo do box locado varia de acordo com o tamanho, a GuardaBem dispõe de mais de 20 tamanhos. O tempo de locação também define seu preço, oferecemos ótimos preços para locações com tempo maior.

Quais taxas tenho que pagar?

Nenhuma, você paga somente o valor da locação pelo seu box (de acordo com o tamanho escolhido).

Como pagar pelo box?

No ato da assinatura do contrato é paga a 1ª mensalidade, e os próximos subsequentes a cada 30 dias, através de Boleto Bancário.

Por quanto tempo posso utilizar o box?

O contrato é renovável mensalmente, rescindível pelo cliente a qualquer momento.

Qual a documentação necesaária para locação?

Pessoa Física: Cópia do CPF, RG e Comprovante de Residência. Pessoa Jurídica: Cópia do CNPJ, Contrato Social, Última alteração, Comprovante de endereço e RG do responsável da empresa. Obs.: Mercadorias novas e comercializáveis dependem de NFs.

A GuardaBem possui o transporte?

Não possuímos este serviço. O transporte é por conta do cliente, porém indicamos empresas especializadas.

X

Quero um
Orçamento

Ao fazer o seu pedido de orçamento, tenha em mente que o tamanho do box e o tempo de permanência são os principais fatores que influenciam o valor da locação.

51 3026.8818
51 99554.1812

Blog

O que é urbanismo e por que é importante?

18 de Janeiro de 2019

O que acessibilidade, tráfego, uso de espaços públicos e violência urbana têm em comum? Todos estes fatores são problemas comuns em cidades mal planejadas. E é esse o papel do urbanismo: entender e projetar as cidades pra deixá-las convidativas, criando condições próprias pra vida de todos.

Muitas das grandes cidades de hoje em dia não tiveram um planejamento em sua origem. Por isso, o crescimento delas não ocorreu de forma ordenada, mas em um descontrole que desencadeou o cenário quase caótico que vemos hoje. Esta pode ser a origem do sentimento de sufocamento que as metrópoles às vezes nos causam: tudo cresceu tão rápido que, de fato, estamos “esmagados”.

Algumas cidades mais desenvolvidas e focadas no turismo já passaram a valorizar mais o urbanismo e investir pesado em melhorias neste sentido. Mas enquanto esta não é nossa realidade, a sensação claustrofóbica pode ser resolvida ou, pelo menos, reduzida se cada um tiver pequenas atitudes como:

     • Conhecer e valorizar o comércio e as atrações do seu bairro, onde você pode ir sem carro;

     • Frequentar os parques e outros espaços públicos da sua cidade: quanto mais gente for nestes lugares, mais seguro eles vão ficar e mais atenção vão ganhar das autoridades locais;

     • Valorizar e respeitar o pedestre;

     • Usar a bicicleta ou o transporte coletivo sempre que possível;

     • Preservar locais históricos;

     • Ficar atento a eventos culturais na cidade.

Acima de qualquer coisa, precisamos entender que a cidade é nossa e que tudo que é público deve ser cuidado e aproveitado como se fosse nossa própria casa! Pensando assim, nosso espaço aumenta, né?

0 Comentários

Deixe o seu comentário

Agencia Órbita